Economia e Indústria - Análise IEDI

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 17/05/2017

Os resultados da indústria de transformação segundo a intensidade tecnológica de seus setores ressaltam outra faceta do quadro industrial neste início de ano.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 12/05/2017

A contar pelos dados apurados pelo IBGE, o setor de serviços não aponta nenhuma reação positiva; ao contrário, alguns de seus segmentos sofreram deterioração importante.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 11/05/2017

A julgar pelos dados do IBGE, o quadro do varejo nesses primeiros meses de 2017 ainda é negativo e não dá sinais seguros de início de uma reversão.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 09/05/2017

O panorama regional da dinâmica industrial sofreu uma reviravolta importante neste primeiro trimestre de 2017, com o avanço na disseminação de resultados positivos.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 03/05/2017

Depois de muito tempo, a indústria voltou ao campo positivo no primeiro trimestre de 2017, embora o resultado não tenha sido muito expressivo.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 02/05/2017

A principal diferença entre os resultados do comércio exterior nos dois últimos anos é que em 2017 o superávit vem sendo gerado por um importante crescimento de nossas vendas externas.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 28/04/2017

No primeiro trimestre de 2017, o desemprego continua em franca elevação, puxado principalmente pelo trabalho com carteira assinada. A novidade é que a indústria não é mais a grande responsável.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 28/04/2017

No primeiro trimestre de 2017, a elevação dos preços internacionais das commodities surge novamente como o principal motor do comércio exterior do país, influenciando, inclusive, o desempenho das exportações de manufaturados.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 26/04/2017

A situação do crédito no país parece esboçar alguma reação no primeiro trimestre de 2017, devido sobretudo ao crédito às famílias, cujas concessões reais voltaram a crescer.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 20/04/2017

Professor da Universidade de Londres, Antonio Andreoni analisa a variedade de modelos, pacotes e instrumentos de políticas industriais utilizadas nos dias atuais pela Alemanha, Estados Unidos, Japão, Brasil, China e África do Sul. 

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 17/04/2017

Indústria de transformação mundial esfria no último trimestre de 2016, puxada pela desaceleração nas economias em desenvolvimento. 

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 13/04/2017

Neste início de ano, o setor de serviços se encontra na mesma situação que no início de 2016, mas para alguns de seus segmentos o quadro atual é ainda pior.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 12/04/2017

O varejo caminha, neste primeiro bimestre de 2017, na direção de reduzir suas perdas, mas os dados de fevereiro trazem um alerta, pois houve piora na maioria dos seus segmentos.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 11/04/2017

Apesar de algumas localidades em alta, São Paulo, que é o centro industrial do país, sofre com os desajustes macroeconômicos e retarda a recuperação industrial do país.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 06/04/2017

A substituição da TJLP proposta pelo governo não parece ser uma medida adequada às condições da economia brasileira, sob risco de encarecer o financiamento de longo prazo das empresas e gerar maior instabilidade macroeconômica.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 04/04/2017

A indústria brasileira começa o ano de 2017 sem forças, apresentando resultados muito próximos de zero.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 03/04/2017

A balança comercial do Brasil apresentou um saldo bastante robusto no primeiro trimestre de 2017, muito em função da demanda chinesa e da alta dos preços das commodities nos mercados internacionais.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 31/03/2017

A crise ainda não dá sinais de trégua para o emprego, mas, pelo menos, a massa real de rendimento vem parando de cair.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 30/03/2017

Passado o efeito das promoções do final de 2016, as vendas reais do comércio varejista voltaram a cair mais intensamente.

ANÁLISE IEDI
Publicado em: 29/03/2017

Para o primeiro mês de 2017, o IBGE registrou resultados bastante negativos para o setor de serviços, especialmente para aqueles prestados às famílias e às empresas.